Saúde

PSE realiza palestras sobre alimentação saudável nas escolas municipais

A Prefeitura Municipal de Matões, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e com o trabalho efetivo do Programa de Saúde na Escola (PSE), iniciaram o segundo semestre deste ano, realizando atividades e palestras nas escolas municipais.

Crescer Saudável: Este é o intuito para que os pais dos alunos possam ser orientados sobre como fazer uma alimentação saudável e poder alimentar adequadamente seus filhos para evoluir no crescimento.

As Atividades do PSE no que diz respeito às palestras sobre nutrição, visam combater a obesidade nas escolas do município, e abrangem a vigilância nutricional, promovendo a alimentação adequada e saudável. Além de incentivar as práticas de atividades físicas e ações voltadas para a oferta de cuidados com as crianças que apresentam obesidade. As palestras visam atender, principalmente, crianças da educação infantil e do Ensino Fundamental I, que é do 1º ao 5º ano, ou seja, estudantes de 02 a 10 anos.

De acordo com o Nutricionista do município, Eliel Rossano de Moura, aqui no município, estão sendo realizadas palestras para que os pais juntamentes com as crianças estejam cientes da importância de ter uma alimentação adequada, afim de que elas tenham o desenvolvimento adequado. Em seguida será avaliado o estado nutricional dos estudantes, ou seja, o avaliar o peso e a altura. Se as crianças forem identificadas com obesidade serão encaminhadas para intervenções e cuidados nas unidades de saúde.

De acordo com a coordenadora do PSE, Andréia Pereira Ribeiro, o objetivo dessa ação do PSE é desenvolver as crianças, com o foco no combate a obesidade. “A Secretaria de Saúde de Matões vem sempre se preocupando com a saúde de todos, e é por isso que estamos sempre realizando diversas ações nas escolas, e uma delas é sobre a questão do alimentar, como e quais alimentos devem ser consumidos de forma saudável. Estamos conversando com os alunos para que também compreendam a importância de ingerir alimentos saudáveis”, disse a coordenadora.

Texto: Aristeu Carvalho

Mais em Saúde


Receba nossa Newsletter. Deixe seu nome e e-mail!